terça-feira, 23 de novembro de 2010

Batalha de Chattanooga

Rainha de Copas

Eu estou com saudades Rainha. Saudades de tudo que a gente viveu. Ate mesmo das brigas e ciúmes e posses. Tudo em você ta me dando saudades hoje. Uma nostalgia, um sentimento de tempo, de distancia.
Vejo algumas fotos suas e lembro-me dos momentos em que adorava ficar te olhando o rosto, em que te desejava ao olhar seu corpo. No que você apontava um defeito quase invisível que só fazia com que você ficasse mais linda.
Hoje, mas só hoje, minha luz é o brilho dos seus olhos, minha cor favorita é o tom convidativo da tua boca. Minha inspiração se perde na lembrança do teu sorriso, teus seios, tua cintura e teu ventre.
Hoje, mas só hoje, meu dia será teu. Será de lembrar-me de seus afagos, seus beijos, seus abraços e suas caricias.
Hoje, mas só hoje, que nem você ninguém mais pode haver.
Hoje, mas só hoje e eu não lembrarei que amanhã para mim também será hoje.

Nostálgico

Rei de Espadas

Um comentário:

Tiago Poeta disse...

A paixão do rei parece contornar o sentimento platônico de encontrar a rainha. Achei meio intrigante o fato de o momento próximo que pode ocorrer com os dois ser afastado pelo rei, mesmo que indiretamente.
Pode ser que o calor do convívio crie um clima saudoso com qualquer afastamento da amada, mas dizer "mas só hoje" não parece garantir bons frutos ao rei.
Muito bacana, parabéns.

Att,
Tiago Poeta
http://rascunhodeliteratura.blogspot.com/