quinta-feira, 7 de maio de 2009

Com 19 milisegundos de atraso

Rainha de Copas


Estive novamente pensando Rainha nos índices de culpa do nosso rompimento. Já pensei muito nisso na verdade e por ter pensado muito mudei de idéia demasiadas vezes. Com cada idéia diferente vinha uma nova vitima, um novo réu e uma serie de novos fatos. Pois bem Rainha, mudei de idéia novamente.

No começo, como todo mundo que leva um tropeço, achava que tudo era culpa sua e eu era a vitima. Depois mudei dessa opinião e comecei a dizer que você era vitima de tudo que eu malignamente lhe causei. Também mandei essa idéia para as cucuias, tenho hoje uma nova idéia.

Somos ambos culpados Rainha e a vitima são nossos filhos e amigos. Eu sei que não tivemos filhos propriamente dito, falo das coisas que cultivávamos como nossas no lugar de ser minha ou sua. O dvd daquele filme que adorávamos, livros, roupas, as fotos em que aparecíamos como quem ta feliz da vida e não ligássemos para mais nada no mundo... tudo isso virou dado excluído ou arquivo morto. Creio que você não tem mais o costume de usar minhas cuecas, nem minhas bermudas, ficaram então inutilizadas espero eu. Todas as suas fotos que ornavam minhas paredes agora estão trancafiadas em um saco plástico daqueles de por verduras.

Os nossos amigos ficaram na corda bamba entre você e eu, na maioria só ouvindo os dois lados de uma historia sem sentido para qualquer um alem de nos dois. Não é uma situação das mais agradáveis tenho certeza.

No banco dos réus Rainha, estamos muito bem sentados (desde que sejam bancos separados, por favor). Sou culpado de impaciência, arrogância, falta de atenção, falta de apoio, pouca sinceridade, infidelidade, manipulação, abandono, na maioria das vezes de forma homeopática. Já você tem culpa de impaciência, arrogância, falta de atenção, falta de apoio, pouca sinceridade, infidelidade, manipulação, abandono, mas no seu caso de maneira vorpal.

Somos mesmos Rainha dois culpados, um contra o outro, querendo achar motivo para nossos crimes na intenção de deitar a cabeça no travesseiro de forma mais leve. Ambos esse contra-balanço até podemos fazer isso, pois se você acha que sofreu muito Rainha saiba que nem posso contabilizar meu sofrimento. Espero que com a sua decisão seu sofrimento tenha se extinguido, com as minhas atuais o meu se evanesceu.

Espero que tenha uma boa noite de sono Rainha, com toda tranqüilidade.


Pensativamente,


Rei de Espadas

3 comentários:

Pela Colina disse...

Tu é muito corajoso André...Fiquei um ano aqui!PASSADA!

Luc. disse...

Cada vez que passo por aqui, vejo um texto mais vivo que o outro.

Gisa Leão disse...

sério mesmo, adorei esse!